"Eu prefiro ser um otimista e estar errado do que ser um pessimista e estar certo"
Albert Einstein

sexta-feira, 24 de junho de 2011

Gabarito comentado UERJ 2012 - 1º Exame de Qualificação - Ciências Humanas

Pessoal,
É com prazer,  muita dedicação e esforço, consegui elaborar um gabarito comentado de todas as questões de Ciências Humanas da UERJ 2012 1ª Qualificação e publicá-las aqui no Blog.
Os comentários estão em Itálico logo abaixo das questões.
Abraços a todos e bons estudos

Luiz Casemiro

44. A análise das pirâmides etárias possibilita perceber algumas tendências da dinâmica
demográfica de uma sociedade.
Observe a estrutura etária da população dos estados brasileiros em 2000:




A macrorregião brasileira que deverá demorar mais para concluir seu processo de transição
demográfica é a:
(A) Centro-Oeste
(B) Nordeste
(C) Sudeste
(D) Norte


As pirâmides etárias são dados estatísticos que indicam várias coisas numa sociedade, dentre elas a natalidade e a expectativa de vida da população. Um estreitamento da base indica que a natalidade está diminuindo, o que diminui também o número de jovens e proporcionalmente indica um envelhecimento da população.
Baixa natalidade e elevada expectativa de vida são indicadores de países desenvolvidos, uma vez que o conhecimento de métodos contraceptivos e boas condições de vida mexem na pirâmide, tornando-a mas retangular. Num país em guerra por exemplo, a faixa de homens entre 20 e 29 anos tem um "buraco", devido a faixa etária dos soldados.
A refião Norte indica, portanto, alta natalidade com a base da pirâmide larga. Por isso, a resposta é letra D.

45. Quando os auditores do Ministério do Trabalho entraram na casa de paredes descascadas num
bairro residencial da capital paulista, parecia improvável que dali sairiam peças costuradas
para uma das maiores redes de varejo do país. Não fossem as etiquetas da loja coladas aos
casacos, seria difícil acreditar que, através de uma empresa terceirizada, a rede pagava 20
centavos por peça a imigrantes bolivianos que costuravam das 8 da manhã às 10 da noite.
Os 16 trabalhadores suavam em dois cômodos sem janelas de 6 metros quadrados cada
um. Costurando casacos da marca da rede, havia dois menores de idade e dois jovens que
completaram 18 anos na oficina.
Adaptado de Época, 04/04/2011
A comparação entre modelos produtivos permite compreender a organização do modo
de produção capitalista a cada momento de sua história. Contudo, é comum verificar a
coexistência de características de modelos produtivos de épocas diferentes.

Na situação descrita na reportagem, identifica-se o seguinte par de características de
modelos distintos do capitalismo:
(A) organização fabril do taylorismo – legislação social fordista
(B) nível de tecnologia do neofordismo – perfil artesanal manchesteriano
(C) estratégia empresarial do toyotismo – relação de trabalho pré-fordista
(D) regulação estatal do pós-fordismo – padrão técnico sistêmico-flexível



A interpretação do texto nos leva a entender que a produção têxtil feita com trabalho ilegal e sem limite de jornada de trabalho é terceirizada, e terceirização é um processo no Toyotismo em que empresas visam diminuir seus custos passando para outras empresas contratadas a responsabilidade por determinados serviços ou produtos. No Toyotismo, a produção não é centralizada, um carro por exemplo pode ter um motor da Alemanha, faróis da China, e carroceria do Brasil. Tudo visando diminuir custos. Portanto, é uma estratégia empresarial toyotista.
Bolivianos costurando por R$0,20 indicam condições de trabalho desumanas, e anteriores a qualquer regulamentação. Portanto, anterior ao Fordismo, modelo de produção em quantidade com divisão das tarefas, visando o consumo em massa. No Fordismo, houve regulamentação da jornada de trabalho e de salários. O modelo fordista foi preponderante na primeira metade do século XX, sendo substituído pelo Toyotismo na década 70. Portanto, a resposta é C.


46.




Diversas experiências históricas da sociedade brasileira interferiram nas variações dos fluxos
imigratórios nos séculos XIX e XX.
Para o período situado entre 1880 e 1899, a variação indicada no gráfico associou-se ao
seguinte fator:
(A) expansão cafeeira
(B) crise da monarquia
(C) abolição da escravidão
(D) modernização industrial



A abolição da escravidão intensificou a imigração européia, promovendo a transição da mão-de-obra escrava para a assalariada, do Escravismo para o Capitalismo. Mas é válido ressaltar que desde o Império o governo brasileiro procurou aumentar a proporção de brancos no Brasil.
Particularmente, não concordo muito com o gabarito (resposta C) dessa questão por achar também que os imigrantes vieram impulsionados pela industrialização do período.

47. O município de Nova Friburgo, na região serrana do Rio de Janeiro, dedica-se à moda íntima, sendo
um dos quatro projetos-pilotos priorizados pelo Sebrae para servir de modelo ao desenvolvimento
de iniciativas semelhantes no país.
O núcleo de Nova Friburgo, que emprega diretamente cerca de 20.000 pessoas, surgiu a partir
de pequenas iniciativas de produção. Hoje, são 800 empreendimentos, agora gradativamente
envolvidos em ações solidárias de mútuo desenvolvimento. Alguns deles estão reunidos em
quatro consórcios exportadores.
Adaptado de http://revistapegn.globo.com
Os padrões de localização industrial vêm se alterando desde o início da Revolução Industrial,
à medida que novas tecnologias e formas de gestão são desenvolvidas.
A reportagem acima exemplifica um padrão atual de localização industrial denominado:
(A) Arranjo Produtivo Local
(B) Zona Econômica Especial
(C) Distrito Central de Negócios
(D) Plataforma de Exportação Industrial


Essa é uma questão técnica. Arranjo Produtivo Local é quando várias empresas em um mesmo lugar competem entre si mas de ajudam e se complementam. É semelhante à feiras ou shoppings de informática: É um ponto de referência que atrai os consumidores pela variedade, e todo mundo ganha o seu. Ir em Olaria, em Nova Friburgo, a ter acesso a uma infinidade de modelos de roupa íntima.
Zona Ecoômica Especial é uma área com isenção de impostos e incentivos tributários para atrair capital estrangeiro. As ZEEs mais famosas são na China, mas tem em outros países, como na India e até na Argentina.
Distrito Central de Negócios não entendo muito bem não, mas acredito que seja semelhante ao Pólo Offshore em Macaé ou a ZEN em Rio das Ostras. Áreas que atraem empresas do mesmo ramo.
Plataforma de Exportação é o modelo econômico dos Tigres Asiáticos (Coréia do Sul, Taiwan e Cingapura). Com investimento em educação e qualificação de mão-obra, atraíram capital estrangeiro em alta tecnologia, voltados para exportação, tornando países rurais com sérias dificuldades em países ricos e industrializados.

48.



Na tirinha, Calvin e o tigre Haroldo usam um globo terrestre para orientar sua viagem da
Califórnia, nos Estados Unidos, para o território do Yukon, no extremo norte do Canadá.
Considerando as áreas de origem e destino da viagem pretendida, nota-se que o tigre comete
um erro de interpretação no último quadrinho.
Esse erro mostra que Haroldo não sabe que o globo terrestre é elaborado com base no
seguinte elemento da linguagem cartográfica:
(A) escala pequena
(B) projeção azimutal
(C) técnica de anamorfose
(D) convenção equidistante


Questão técnica e difícil também. Não entendo muito de Cartografia, por isso não há muito que comentar essa questão, exceto pelo fato de que escala pequena é a adaptação do tamanho real  no mapa, e no caso da charge o personagem achou que era perto por que a distância no mapa pelo olhar era pequena. Gabarito A.

49. O Ministério da Saúde do Haiti informou que 4.030 pessoas morreram até 24 de janeiro de
2011, em decorrência da epidemia de cólera. A situação se agrava, pois o país ainda busca
a reconstrução depois do terremoto de 12 de janeiro de 2010, que devastou a capital Porto
Príncipe e outras cidades importantes.
Adaptado de http://operamundi.uol.com.br, 28/01/2011



As diferenças entre a reparação dos efeitos das catástofres ocorridas no Japão e no Haiti
estão relacionadas, respectivamente, a:
(A) desenvolvimento tecnológico − IDH baixo
(B) mão de obra qualificada − economia de base agrícola
(C) centralismo estatal − recursos internacionais escassos
(D) distribuição equilibrada de renda − criminalidade elevada



O Japão é um dos países mais ricos do mundo, e seu investimento em tecnologia é muito elevado. Isso se reflete na infra-estrutura, preparada para suportar tremores de alta potência.
 O Haiti é o país mais pobre das Américas, com o pior IDH, portanto sem ajuda financeira, humana e tecnológica, estão penando até hoje para reconstruir sua capital. O gabarito é letra A.
O fato do Haiti ter uma economia de base agrícola ou a alta criminalidade não justifica sua demora na reconstrução. A corrupção e desvio de ajuda humanitária seria uma resposta plausível.
O Japão não possui uma economia estatal centralizada, quem reconstruiu a estrada foi a concessionária responsável pela rodovia.

50. O Antropoceno, período geológico que começou quando o homem tomou o controle do
planeta, acelerou as emissões de CO2 e “desregulou a máquina do mundo”, afirma o glaciólogo
francês Claude Lorius, um pioneiro dos estudos sobre o clima, em seu novo livro, Viagem ao
Antropoceno. “O homem é um agente determinante da vida sobre a Terra”, explica o especialista
de 78 anos.
Adaptado de http://exame.abril.com.br, 05/01/2011
Ainda que não haja uma data específica proposta para o início do Antropoceno, ele está
associado à intensificação da ação humana sobre o ambiente.
Considerando essa associação, o início desse novo período geológico deve coincidir,
necessariamente, com o início da Idade que recebeu a seguinte denominação na História
Ocidental:
(A) Antiga
(B) Moderna
(C) Medieval
(D) Contemporânea

O homem passou a controlar o planeta após a industrialização, que revolucionou os sistemas de comunicação e de transportes. A Revolução Industrial marca, junto com a Revolução Francesa, o início da História Contemporânea. Por isso, a resposta é letra D.

51. Uma das mais promissoras formas de geração de energia é a solar, por ser limpa e
renovável. Contudo, sua disponibilidade não é homogênea, já que alguns fatores naturais
possibilitam maior produção desse tipo de energia em determinados lugares.
Analise abaixo o mapa solar do Chile, país com grande potencial de produção de eletricidade
solar:



A região chilena com maior potencial para o aproveitamento da energia solar é a que possui
o seguinte clima:
(A) equatorial
(B) desértico
(C) subtropical
(D) mediterrâneo


A área em vermelho no mapa é o Deserto do Atacama, no Norte do Chile. Portanto, era só assimilar a região ao clima (desértico, letra B). O Chile não possui clima equatorial, possui basicamente o clima Mediterrâneo no centro e temperado no Sul.




52.


A expansão do consumo de eletrodomésticos, como o televisor, foi uma das características
do processo de modernização da sociedade brasileira nas décadas de 1960 e 1970. Havia, no
entanto, contradições relacionadas ao exercício dos direitos políticos.
Uma dessas contradições estava associada ao seguinte aspecto:
(A) restrição do voto feminino
(B) supressão do poder legislativo
(C) proibição das associações sindicais
(D) cerceamento da representação partidária


Na Ditadura Militar (1964-85), não houve supressão do Poder Legislativo, nem do voto feminino. A proibição de sindicatos não pode ser vista como uma restrição política, e sim como restrição do direito civil de associação. Portanto, a resposta é D, porque a Ditadura limitou os partidos em dois, o ARENA (governo) e MDB (oposição), mas com uma dinâmica controlada pelo governo através dos Atos Institucionais.

53. O Iluminismo é a saída do homem do estado de tutela, pelo qual ele próprio é responsável.
O estado de tutela é a incapacidade de utilizar o próprio entendimento sem a condução de
outrem. Cada um é responsável por esse estado de tutela quando a causa se refere não a uma
insuficiência do entendimento, mas à insuficiência da resolução e da coragem para usá-lo sem
ser conduzido por outrem. Sapere aude!* Tenha a coragem de usar seu próprio entendimento.
Essa é a divisa do Iluminismo.
*Expressão latina que significa “tenha a coragem de saber, de aprender”.
No contexto da expansão capitalista no século XIX, uma das ideias centrais do Iluminismo, de
acordo com o texto, está associada diretamente à valorização da:
(A) superioridade técnica
(B) soberania econômica
(C) liberdade política
(D) razão científica


Questão de interpretação, o entendimento é a compreensão das coisas, somente satisfeita pelo uso da Razão. Senão entendemos, ficamos sob tutela ou a mercê de outras interpretações, podendo ser manipulados. O autor não está falando de liberdade política, de soberania ou de superioridade técnica. Ele está falando de conhecimento.
A Razão Científica não pode ser manipulada, uma vez que a Luz para os Iluministas é a Razão, única forma de compreender a verdade.
A valorização da razão científica no século XIX promoveu o desenvolvimento da filosofia Posivista, a qual vê a Ciência como necessária para a evolução da Humanidade. Portanto, a resposta é letra D.


54. O personagem Jeca Tatu, criado por Monteiro Lobato, tornou-se mais conhecido na década
de 1930, por meio de anúncios publicitários, como o ilustrado abaixo:


Esse anúncio retratava aspectos da sociedade brasileira da época, expressando críticas
principalmente às condições de:
(A) acesso à escolarização
(B) assistência médico-hospitalar
(C) salubridade nas áreas rurais
(D) integração econômica regional



Questão de interpretação, as doenças de Jeca Tatu indicam as péssimas condições de vida no campo. A letra C é uma resposta mais completa que a letra B, sobre assistência médico-hospitalar.

55. No início de 2011, o mundo assistiu apreensivo e esperançoso ao sopro de inconformismo no
mundo árabe. Manifestantes contaram com a ajuda, em graus a serem precisados, de componentes
cada vez mais comuns em situações desse tipo: a internet e o telefone celular. Na Tunísia, ativistas
utilizaram Twitter e Facebook para organizar protestos. No Egito, blogs e também as redes sociais.
Os episódios reaquecem o debate sobre qual é, afinal, o potencial dessas tecnologias quando o
assunto é ativismo político e opõem dois grupos de analistas: os ciberutópicos, que acham que
blogs e celulares tudo podem, e os cibercéticos, que pensam o contrário. A revolução pode não
ser tuitada, no sentido de que um Twitter só não faz a revolução. Mas as que acontecerem no
século XXI, é certo, passarão pelo Twitter e similares.
Adaptado de http://veja.abril.com.br, 28/01/2011
A reportagem apresenta uma reflexão acerca das possibilidades e limitações do uso das
novas tecnologias no ativismo político no mundo atual.
As limitações existentes para o emprego dessas tecnologias são justificadas basicamente pela:
(A) disparidade regional quanto aos níveis de alfabetização
(B) hierarquização social relativa ao acesso às redes virtuais
(C) censura da mídia em função do intervencionismo governamental
(D) dispersão populacional devido às grandes extensões territoriais

Questão difícil, por envolver censo crítico a respeito da liberdade nas Comunicações, idéia que está implícta no texto. Quando o movimento rebelde se espalhou pela Líbia, Kadafi imediatamente mandou restringir o acesso a a Internet. Na China, por exemplo, os chineses não podem acessar o site que quiserem. Existe sim uma censura nos meios de comunicação em geral, desde que não atrapalhem a propaganda governamental. Acho o Brasil muito frágil e corrupto para descartarmos isso por aqui. Portanto, a resposta é C.

56. Os líderes dos países que integram os Brics – Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul –
encerraram seu terceiro encontro com um comunicado em que pedem conjunta e explicitamente,
pela primeira vez, mudanças no Conselho de Segurança das Nações Unidas. O texto defende
reformas na ONU para aumentar a representatividade na instituição, além de alterações no
Fundo Monetário Internacional e no Banco Mundial. Para os líderes dos Brics, a reforma da
ONU é essencial, pois não é mais possível manter as formas institucionais erguidas logo após
a Segunda Guerra Mundial.
Adaptado de O Globo, 15/04/2011
Uma das principais mudanças no contexto internacional contemporâneo que se relaciona
com as reformas propostas pelos Brics está indicada em:
(A) afirmação da multipolaridade
(B) proliferação de armas atômicas
(C) hegemonia econômica dos E.U.A.
(D) diversificação dos fluxos de capitais

A ONU foi criada no contexto da Guerra Fria, ordem bipolar entre EUA e URSS que disputavam entre si áreas de influência. Com a queda da URSS em 1991, a diplomacia internacional  assumiu um caráter multipolar, mesmo países emergentes (membros do antigo 3º Mundo) como os BRICS, possuem influência no contexto mundial. Por isso, a resposta é A. A reivindicação desses países por reformas na ONU não tem nada a ver com armas atômicas, hegemonia dos EUA (ainda são a maior potência) nem fluxos de capitais.

57. O presidente Roosevelt, que governou os E.U.A. entre 1933 e 1945, solicitou a inclusão de Walt Disney na lista de visitas de celebridades hollywoodianas aos países sul-americanos. Após a visita, Disney retornou aos Estados Unidos e produziu os desenhos animados “Alô,
amigos” (1942) e “Os três cavaleiros” (1945), mais conhecido no Brasil como
“Você já foi à Bahia?”. Essas criações de Disney pretendiam resumir, no
plano simbólico, os laços de afeto e de cooperação que uniam os E.U.A. ao
Brasil.

As artes são frequentemente utilizadas como instrumento de propaganda política e
ideológica. Os desenhos de Disney, por exemplo, foram peça importante para a estratégia
geopolítica dos E.U.A. para a América Latina, como se observa no texto acima.
Essa estratégia geopolítica norte-americana foi concretizada na década de 1940 por meio de
um conjunto de ações que ficou conhecido como:
(A) Aliança para o Progresso
(B) Política da Boa Vizinhança
(C) América para os Americanos
(D) Doutrina do Destino Manifesto

A Política da Boa Vizinhança foi uma diretriz diplomática que buscou relações de amizade entre EUA e América Latina, extendendo sua influência e seus capitais. Produto disso é o Zé Carioca, personagem da Disney,  e a Carmem Miranda, que fez sucesso por lá. Foi nesse contexto que o Brasil entrou na 2ª Guerra junto com os EUA, em troca do dinheiro para construir a Companhia Siderúrgica Nacional em Volta Redonda. Portanto, a resposta é B.
Com o início da Guerra Fria, essa política foi posta de lado pelo receio do Comunismo utilizar os graves problemas sociais na América Latina como fermento para revoluções. Diante disso, os EUA mudaram sua política, combinando espionagem da CIA, apoio a grupos conservadores (Direita) e ajuda econômica para seus países aliados, intitulada como Aliança para o Progresso, procurando rechaçar movimentos como a Revolução Cubana de 1959. No Brasil, a Aliança para o Progresso coincidiu com o governo Jango e coma  Ditadura Militar.
América para os Americanos e Destino Manifesto são interligados no século XIX: O Destino Manifesto era um crença de que os EUA foram escolhidos para dominar o mundo, a América para os Americanos foi uma política de apoiar colônias  e ex-colônias européias na América, diminuindo a influência da Europa e aumentando a deles pelo nosso continente.

58. Uma das questões mais polêmicas da agricultura mundial diz respeito às centenas de
bilhões de dólares investidas todos os anos para dar apoio financeiro aos agricultores,
principalmente no mundo desenvolvido. Essa ajuda aumenta de modo artificial a
competitividade, prejudicando as vendas dos agricultores das nações pobres.
Analise o gráfico abaixo, que apresenta a estimativa de apoio estatal ao produtor rural em
percentual do PIB agrícola no ano de 2009:


Os cinco países com maior estimativa de dependência de subsídios para a agricultura
apresentam em comum as seguintes características:
(A) propriedades com área reduzida – elevado custo de produção
(B) atividades de caráter extensivo – baixa produtividade do setor primário
(C) insumos oriundos da importação – grande percentual de terras devolutas
(D) latifúndios voltados para a exportação – pequena população ativa no campo


Os subsídios agrícolas são uma ajuda financeira que os países ricos dão aos seus agricultores para melhorar a competitividade dos seus produtos, diminuindo seus preços artificialmente no mercado, ferindo o livre comércio. Em alguns países, o custo da produção agrícola é muito elevado, e os preços dos alimentos também seriam, se o governo não pagasse parte do seu valor. Os países que mais subsidiam agricultores são países pequenos, muito populosos, que possuem climas desfavoráveis, terras e solos proporcionalmente insuficientes para alimentar sua população com preços acessíveis, mesmo utilizando alta tecnologia no campo, numa produção de caráter intensivo. Obviamente, nenhum país quer depender da comida produzida em outro. Por isso, ajudam sua agricultura. Portanto, a resposta é A, indiscutivelmente.

59. Nessa forma de organizar o Estado, o sistema habilita o governo central a representar as
várias entidades territoriais que possuem interesses em comum – por exemplo, defesa,
relações exteriores e comunicações – e permite que essas entidades mantenham suas próprias
identidades, suas próprias leis, planos de ação e usos em diversos campos.
Adaptado de GLASSNER, Martin I. Geografía política. Buenos Aires: Editorial Docencia, 2000.
O texto acima remete a um elemento importante da organização das sociedades
contemporâneas: a dimensão político-territorial.
No caso, a descrição feita no texto diz respeito ao seguinte tipo de Estado Territorial:
(A) misto
(B) federal
(C) unitário
(D) associado

Estado Misto é aquele que combina políticas liberais e intervencionistas. O Brasil é um estado misto, que nos últimos anos procurou aumentar o papel do Estado na economia em relação ao investimento privado. Um Estado Unitário é aquele que não possui divisões por ser pequeno demais, então não se divide em províncias nem em Estados; Estado associado são grupos de Estados que formam sociedades econômicas, como Mercosul ou União Européia; Estado federal é o que se divide em vários estados, garantindo ampla autonomia  a cada um. O Estado do Rio possui um Exército próprio ( a política Militar), um governo próprio, com leis e impostos próprios, mas vincula-se a outros 26 Estados pela União, o Governo Federal. Portanto, a resposta é B.

60. Observe a foto do grupo de Lampião e Maria Bonita e o mapa que destaca a área do Nordeste
brasileiro onde o cangaço se disseminou nas décadas de 1920 e 1930.


O cangaço representou uma manifestação popular favorecida, basicamente, pela seguinte
característica da conjuntura social e política da época:
(A) cidadania restringida pelo voto censitário
(B) analfabetismo predominante nas áreas rurais
(C) criminalidade oriunda das taxas de desemprego
(D) hierarquização derivada da concentração fundiária


O Cangaço surgiu no Nordeste como efeito das péssimas condições de vida no sertão Nodestino, área destacada no mapa, com má distribuição de terras e controle dos açudes e fontes de água nas mãos de latifundiários. Então, é a desigualdade social no campo que provoca o cangaço, não tem nada a ver com desemprego, analfabetismo, nem voto censitário (este não existia na República).  Senão, o que explicaria desempregados e analfabetos rurais em outros lugares não pegarem em armas? Por isso, o gabarito é D.

3 comentários:

  1. Muito obrigada, está sendo de grande ajuda para o 2º exame!!

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigada , esse gabarito irá me ajudar bastante !

    ResponderExcluir
  3. Olá Casemiro, passei p/ UENF (ciência Biológicas) vc pode colocar os gabaritos dos cap. 7 e 8, ainda vou fazer as outras provas e sempre q der irei assistir as aulas no pré....sabado q vem estarei ai.
    Meu email eu.p.hn@hotmail.com
    gd abraço!
    Leticia

    ResponderExcluir